Pessoal,

Para quem quiser ver o É Hoje, ele já está disponível no site Youtube. O link vai abaixo. Obrigado Rachel e Maurício Castro, que tornaram isso possível

 

http://www.youtube.com/watch?v=UCKzlhFSpu8

 

 

Comentários

Moacy disse…
Meu caro, Acabei de ver 'É hoje'. É ótimo, provavelmente o seu melhor trabalho. Parabéns. Tentarei escrever alguma coisa sobre ele, mas não prometo nada. Um abraço.
Rodrigo disse…
Incrível como você se mantém coerente no conjunto de seus vídeos, e aqui posso prever que o artista Ikeda não tem salvação, pois ele sofre e sempre vai sofrer a agonia do tempo, a não ser que em um ato final, ele leve a própria vida a fim de não deixar que o tempo a leve.
Em "É Hoje", você não se conteve e a minha impressão foi que você busca cada vez mais o extremo da sua dor, ousando aqui mais do que nos outros, já que nos outros a câmera era estática mas o tempo escorria dentro do quadro, o vento soprava a cortina. Aqui, você pára o tempo para mostrar a celebração, a tentativa de viver intensamente no momento único, aquele em que parece que finalmente nos encontramos e não estamos mais perdidos, o momento dionisíaco do prazer e da afirmação à vida.
Mas você é sóbrio o bastante para não se enganar, e como a própria música pressente durante o filme todo, em tom melancólico, você nos mostra que a celebração acaba, as arquibancadas esvaziam-se, tudo vira cinzas e pó, passado, e o que resta é a matéria a se decompor.
Num tom choroso você não quer abrir mão, mas lúcido, deixa enfim o tempo transcorrer livre no plano final, em que o que resta de vida sai pela lateral direita do quadro e o que fica são vestígios, restos, sombras e memórias do que um dia foi um motivo para viver: a vida.

continue filmando. a obsessão de seus temas é a sua luta pela vida.
rodrigo disse…
ah, e curiosamente, no plano com tempo em movimento, passa um avião (a máquina), eis o movimento e a transitoriedade. belo acaso.
Mariana disse…
gostei bastante, especialmente do tom com que vc canta o samba e da omissão da palavra "alegria"...não sei se isso acontece com todo mundo, mas pelo menos eu que não saco nada de sambas de enredo, demorei para perceber que se tratava de um. foi uma surpresa engraçada que achei interessante...
bjs!
Você tá sumido Ikeda! Que anda fazendo??

Postagens mais visitadas