Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

PACARRETE

PACARRETE         de Allan Deberton  MARCÉLIA PACARRETE E AS ACADEMIAS Glenn Close disse recentemente numa entrevista que foi uma grande injustiça “aquela atriz incrível do Central do Brasil” (ela não sabia o nome de Fernanda Montenegro) não ter ganhado o Oscar de Melhor Atriz. Fico imaginando o que ela diria se tivesse visto Marcélia Cartaxo em Pacarrete. Mesmo depois da enorme consagração em Berlim em A hora da estrela, Marcélia teve que esperar mais de 30 anos para receber novo convite para ser a protagonista de um longa-metragem de ficção. 30 anos! Quando finalmente a oportunidade veio, Marcélia estava preparada para fazer o que fez: mais uma interpretação para a antologia de personagens da história do cinema brasileiro. Mas Marcélia não tem o biotipo nem as joias da coroa nem as cartas de nobreza para atender aos requisitos das Academias (a do Oscar e a sua filial brasileira). Assim como o próprio Pacarrete, o filme de Allan Deberton, um cineasta desconhecido de Russas, no

Últimas postagens

O BARCO

ONTEM HAVIA COISAS ESTRANHAS NO CÉU

CANTO DOS OSSOS

CAVALO

CABEÇA DE NEGO

JODERISMO

O PARAÍSO DEVE SER AQUI

VITALINA VARELA

Sete anos em maio

A NOITE AMARELA