Darabont

Pobre Frank Darabont!
Preso ao seu dever de ser fiel à longa tradição da filmografia americana, ao dever de consciência do American way of life
Ainda que seus trabalhos sejam em certa medida críticos a esse desejo de ascensão, essa “necessidade do dever” prende seu cinema, é um corrente que o impede de decolar
O esmero técnico, a fluência narrativa aos moldes clássicos, o desejo de um cinema reformista (daí conservador) alia Darabont a uma linhagem do cinema americano de Kazan e cia.
Méritos visíveis e problemas nítidos...Pobre Frank Darabont!

Comentários

Felipe Nobrega disse…
Acho Darabont politicamente correto demais
mas, pelo menos "Um Sonho de Liberdade" é bacana
ae!

Postagens mais visitadas