Uma Visita ao Louvre

Uma Visita ao Louvre
De Jean Marie Straub e Danielle Huilet
DVD (gravado RAI), sex 23 23hs
***

(Uma primeira impressão de Uma Visita ao Louvre, com legendas em italiano e cópia meio tétrica)

Quando vamos ao Louvre, vemos o movimento da vida e da História da arte pelos quadros, que por definição são estáticos. Isso é possível? É possível ver vida e movimento através desses quadros estáticos?

Lá fora pulsa uma outra vida, a dos carros, a da fumaça, a do barulho. No entanto, essa vida outra é essa mesma vida. Quando os artistas criavam os quadros, também havia uma vida outra pulsando lá fora que no fundo era essa mesma vida.

Se o filme de Straub é basicamente feito filmando os quadros estáticos com uma câmera estática, existe ao longo do filme um movimento: o movimento do tempo (são 41´ vezes 2) e o movimento das palavras (do som).

Esse movimento é em última instância um movimento do espírito, baseado na contemplação e na reflexão.

Notem que desde o início Straub faz questão de dizer (pela boca de outro) que não gosta da arte primitiva. Ou seja, o quadro estático não é para ele homenagem a Lumière, ou coisa do tipo, ou mesmo tentativa de se contrapor aos avanços da tecnologia. Ao contrário, para ele é questão de princípio, sobre o cinema e a vida.

Quando vamos ao Louvre, o que podemos ver além dos quadros? Tudo. Mas só podemos ver se nos concentrarmos nos quadros, na materialidade dos quadros.

Desertum é o análogo-antípoda à Visita ao Louvre. Fiquei com vontade de mandar uma cópia para o Straub (??!!!!??)

Comentários

Moacy disse…
Meu caro: Você viu o meu comentário anterior sobre a cópia do filme de Straub gravada por você? Originalmente, para o cinema, o filme tem 135 minutos. Um abraço.
Ricardo disse…
ikeda, estou com o dalla nube..., fortini cani e history lesson (incompleto) em dvd. além disso eu passei pra dvd Five, Ossos, La mamain et la putain (numa cópia que não é maravilhosa mas tem leg. em espanhol) e few of us do sharunas barthas (um filme sem diálogos). quando quiser é só pedir. abs.
p.s.: vou pensar melhor sobre esse teu comentário final do desertum. ponto de vista muito interessante.
Lucian Chaussard disse…
fico surpreso com o elogio sobre meu blog, pois dando uma olhada nos teus posts anteriores vejo algumas impressões bem diferentes das minhas de alguns filmes que passaram no FAM. infelizmente não tive a oportunidade de ver o seu 'O Posto'. teu blog é bom, tem textos bons (acho que já havia lido alguma coisa sua também na Plano a Plano) e referencia alguns filmes que ainda não vi mas que sei do peso, como no caso de Straub, que me é, infelizmente, ainda um desconhecido. valeu pelo contato.

Postagens mais visitadas